/ NOSSA HISTÓRIA

O Instituto Prios de Políticas Públicas e Direitos é uma organização da sociedade civil fundada em 11 de maio de 2017 na cidade de Brasília no Distrito Federal.

 

A idealização do Instituto nasce, em Brasília, do encontro de amigas e amigos que atuavam juntas/os em ações na defesa dos direitos humanos. Em 2016, ano de sucessivos retrocessos e perdas de direitos pela população brasileira surge o PRIOS como um local de resistência.

 

Embora tenha pouco tempo de existência, o PRIOS se destaca no cenário nacional devido ao histórico profissional de suas fundadoras e de seus fundadores, com mais de 10 anos de experiência em direitos humanos atuando na sociedade civil organizada e no poder executivo. A expertise maior se dá nas áreas de proteção às pessoas ameaçadas (vítimas e testemunhas, defensores de direitos humanos e crianças e adolescente) segurança pública, prevenção e combate à tortura, litigância estratégica, conflitos fundiários, povos e comunidades tradicionais, pessoas com deficiência, mulheres, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT).

 

Além da capacidade de execução de projetos e convênios, outro diferencial do PRIOS é o reconhecimento da importância de ser ter, no poder executivo, instituições fortes e consolidadas para a execução de políticas públicas específicas, com orçamento, servidores públicos, tecnologia e toda a estrutura necessária, para isso faz-se necessário a defesa pública, porém política, dessas instituições de forma crítica e sensata visando a ampliação de direitos da população brasileira, a redução das desigualdades e a construção de uma sociedade justa.

 

 

/NOSSA EQUIPE

Veja quem são as pessoas que fundaram e contribuem com o Instituto Prios

 

 

Ana Paula Moreira Diniz – carioca, bióloga, servidora pública, atuou na área da segurança pública e como Coordenadora-Geral de Prevenção e Combate à Tortura da então Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e presidente do Conselho Fiscal do Instituto Prios.

 

 

Camila Dias Cavalcanti - goiana, socióloga com mestrado pela Universidade Federal de Pernambuco, bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Goiás. Pesquisadora na área de gênero e sexualidade, atualmente consultora pelo PNUD em Promoção de Políticas para LGBT, para construção de ações que enfrentem a violência LGBTFóbica no país. Experiência em políticas públicas em direitos humanos, com mais de 10 anos de experiência em programas de proteção de pessoas ameaçadas de morte (defensores, crianças e adolescentes. Junto ao Instituto Prios exerce a função de Conselheira Fiscal.

 

 

Daniela Custódio - advogada, atuou em direferente Programas de Proteção à pessoas ameaçadas. No Instituto Prios é integrante do Conselho Fiscal.

 

 

Fernanda Calderaro - paulista, psicóloga, mestre em Psicologia Social pela PUC/SP atuou no movimento feminista de Goiás, coordenou a Política de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos de 2014 à 2016 e coordenou o Programa de Proteção à Defensores de Direitos Humanos do Ceará. Foi consultora da Unesco, PNUD e OEI em temas relacionados à participação e controle social, lgbt e defensores de direitos humanos e atuou em projetos voltados aos direitos sexuais e direitos reprodutivos e desenvolvimento socioambiental sustentável. No Instituto Prios é Diretora Presidenta.

 

e-mail: fernanda@prios.org.br

 

 

Guido Ribeiro gaúcho, Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, atuou como Consultor do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação no Programa Nacional de Alimentação Escolar capacitando Agricultores Familiares, atuou como Coordenador de Avaliação Monitoramento e Empenho da Diretoria de Programas e Projetos Educacionais do FNDE, atuou como Chefe da Assessoria de Assuntos Federativos da Secretaria de Direitos Humanos/PR, atuou como Diretor de Políticas Temáticas da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente da  Secretaria de Direitos Humanos/PR, atuou como Diretor do Departamento de Cooperação Internacional da Secretaria de  Direitos Humana/PR, atuou como Diretor de Ações Regionais da Secretaria de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação Foi Conselheiro Titular do Conselho Nacional dos Direitos dos Idosos - CNDI e Conselheiro Titular do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência – CONADE representando o MCTI, nos anos de 2012 e 2013. Atuou como Diretor de Politicas Temáticas da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência e exerceu o cargo de Coordenador Geral de Segurança, Cidadania e Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, de Membro Titular do Conselho Nacional de Segurança Pública e de Membro Suplente do Conselho Nacional de Politicas sobre Drogas. No Instituto Prios exerce a função de Secretário Executivo.

 

e-mail: guidoribeiro@prios.org.br

 

 

Wellington Pantaleão alagoano, advogado e especialista em direitos humanos pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Mestre em Direitos Humanos e Cidadania pela Universidade de Brasília. Iniciou sua militância pelos direitos humanos no Capão Redondo e Jardim Ângela, bairros da periferia de São Paulo. Foi assessor da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo e atuou junto a programa de proteção a testemunhas no Estado de São Paulo. No Instituto Prios é um dos nossos associados.

 

e-mail: pantaleao@prios.org.br

 

 

Luciana Garcia baiana, advogada e pesquisadora. É graduada em Direito pela Universidade Federal da Bahia (1999) e mestra em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2005). Possui também Especialização em Direitos Humanos e Processos de Democratização da Universidade do Chile (2010). É Doutora em Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Brasília. Foi conselheira da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça (2007-2014), Coordenadora-Geral de Proteção a Testemunhas (2011-2013), Diretora do Departamento de Defesa dos Direitos Humanos (2013-2014) e Secretária Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos - substituta (2013-2014) da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Foi Coordenadora-Geral de Legislação e Normas de Regulação e Supervisão da Educação Superior e Diretora de Política Regulatória - substituta da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação (2015-2016).

É professora da escola de Direito do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP),  Pesquisadora bolsista do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). No Instituto Prios é Diretora Administrativa

 

e-mail: lucianagarcia@prios.org.br

 

 

Raquel Lima de Oliveira e Silva - antropóloga, servidora pública federal com atuação no Ministério da Saúde e membro do Conselho Fiscal do Instituto Prios.

 

 

/ NOSSA MISSÃO

Contribuir para a construção de uma sociedade justa, democrática e livre de violações de direitos por meio da ampliação do acesso à justiça e da participação social em espaços políticos-estatais de decisão.

 

/ NOSSOS VALORES

  • Respeito às diversidades: de gênero, orientação sexual, convicções religiosas, políticas, localização geográfica, cor, etnia, idade e deficiências;
  • Enfrentamento a todas as formas de opressão e violência;
  • Ética;
  • Transparência na gestão;
  • Transparência nas relações com estado, sociedade civil e instituições privadas.
  • Democratização do acesso ao conhecimento;
  • Defesa da participação social; e
  • Diálogo.

/ TEMAS E ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO

Temas de atuação:

  • Acesso à justiça;
  • Segurança pública e justiça criminal;
  • Proteção e defesa a grupos vulneráveis com ênfase em mulheres, crianças, adolescentes e idosos;
  • Defensores de direitos humanos;
  • Participação e controle social de políticas públicas.

 

Estratégias de atuação:

  • Litigância estratégica e popular
  • Pesquisa;
  • Advocacy;
  • Mobilização;
  • Formação; e
  • Assistência técnica.

endereço

CNB 02, lote 5, 603 – Taguatingua

Brasília/DF

CEP: 72.115-025

entre em contato

 

prios@prios.org.br